Nem antes e nem depois

Nem antes e nem depois

Considero que existem três premissas de sucesso para uma comunicação efetiva: forma, conteúdo e  timing. Destas três, a que mais impacta no resultado a ser alcançado é o timing. E exatamente neste quesito a experiência nos demonstra que as empresas têm mais dificuldade de acertar.

Qual seria o motivo? Falta de estratégia? Agilidade? Não saber o que dizer e preferir não dizer (erro crucial)? Seja qual for a razão, a verdade é que as empresas estão deixando de  lado a “organização temporal do movimento para dar a resposta no momento certo; nem antes, nem depois”, significado de timing no dicionário informal e que traduz com perfeição a efetividade de uma comunicação.

Nem antes e nem depois. Ponto. É isso. A forma pode ser linda, o conteúdo perfeito, mas se chegar para mim muito antes ou minutos depois, ou não fará diferença, ou eu irei achar uma tremenda falta de respeito ser informada naquela altura do campeonato.

E como saber qual é o timing certo? Sensibilidade, experiência, planejamento e saber colocar-se no lugar do outro. Quando fazemos este simples exercício de cidadania é muito difícil errar. Sempre faça a pergunta: “Se fosse eu, quando gostaria de ter recebido esta informação?” Não deixe para antes e nem para depois.